Um deles será o presidente

Um deles será o presidente

A campanha eleitoral começa no dia 16 de agosto, mas o prazo para que os partidos definissem seus candidatos encerrou no dia 5. Alguns nomes podem ser mudados até o dia 15, ou mesmo mais adiante, em caso de impugnação. Veja quem são os candidatos:

Álvaro Dias (Podemos)
Em seu discurso, priorizou o combate à corrupção, confirmado que convidou os juristas René Dotti, Miguel Reale Júnior e Modesto Carvalhosa para fazerem parte do seu governo. O vice é Paulo Rabello de Castro (PSC).

Cabo Daciolo (Patriota)
O deputado federal (Cabo Daciolo) defende mais investimentos em educação e segurança, posicionando-se contrário à legalização do aborto e à ideologia de gênero. Para vice, concorre Suelene Balduino Nascimento.

Ciro Gomes (PDT)
Ciro falou dos 12 eixos de sua campanha. Além de emprego, saúde e educação, o candidato focou em segurança pública. A vice é Kátia Abreu, do mesmo partido.

Geraldo Alckmin (PSDB)
A convenção aprovou também a coligação com o PP, DEM, PR, Solidariedade, PRB, PSD, PTB e PPS, além da candidata a vice-presidente, senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS). Alckmin disse que o mais importante é unir o país.

Guilherme Boulos (PSOL)
O candidato disse que seu primeiro compromisso será anular atos do governo Temer, como a reforma trabalhista, o regime que definiu teto aos gastos públicos e as concessões de exploração de petróleo a estrangeiros. Vice: Sônia Guajajara (PSOL).

Henrique Meirelles (MDB)
O fato de a economia não estar crescendo como esperado, segundo ele, pode ajudar na sua campanha. Meirelles foi ministro da Fazenda do governo Temer. O vice é o gaúcho Germano Rigotto (MDB).

Lula (PT)
O PT confirmou a candidatura de Lula. Preso desde 7 de abril, o ex-presidente se pronunciou por carta, na qual afirma que a democracia está ameaçada. O partido anunciou aliança com o PCdoB. Com isso, Manuela d’Ávila deixa de ser candidata a presidente. Vice: Fernando Haddad.

Jair Bolsonaro (PSL)
Em discurso, o candidato afirmou que pretende privatizar ou extinguir a maior parte das estatais do país e prometeu defender a propriedade privada. Vice: Antônio Hamilton Mourão (general Mourão).

João Amoêdo (Novo)
O cientista político Christian Lohbauer concorrerá como vice. Entre as propostas de Amoêdo estão equilíbrio das contas públicas, o fim dos privilégios, uma melhor educação básica e segurança.

João Goulart Filho (PPL)
O poeta, filósofo e escritor é filho do ex-presidente João Goulart (Jango) e foi deputado estadual pelo PDT. Diz que sua principal proposta é a retomada do nacionalismo e do desenvolvimentismo. Vice: Léo Alves.

José Maria Eymael (DC)
O partido Democracia Cristã concorre com José Maria Eymael. Ele foi deputado federal constituinte. Sua posição é contrária à corrupção e quer um país onde exista a igualdade de oportunidade. Vice: Hélvio Costa (DC).

Marina Silva (Rede)
Também foi confirmado Eduardo Jorge (PV) como vice. Durante os discursos, seus correligionários lembraram que ela não é investigada e, por isso, pode combater a corrupção que assola o país.

Vera Lúcia (PSTU)
Durante a convenção, ela prometeu atuar pela defesa dos direitos trabalhistas por mais igualdade social. Vice: Hertz Dias.