Prefeito Bruning queria um salário dos sonhos – 31/12/10

Mata – O prefeito Sérgio Bruning, PP, mandou um projeto para a Câmara propondo incorporação de 30% do vencimento de prefeito, vereador e secretário. A lei beneficiaria os funcionários concursados que desempenhassem essas funções. Assim, se um operário, que ganha em torno de um salário mínimo, se elegesse prefeito, receberia mais os R$ 2.375,94 de incorporação todos os meses. A lei previa a retroatividade a 2001. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e o Sindicato dos Municipários forçaram Bruning a retirar o projeto.Como ficaria:A lei beneficiaria o prefeito Sérgio (tesoureiro concursado), irmão (secretário de Educação e professor concursado), vice, e a esposa (foi secretária do ex-prefeito), professora concursada, entre outros. Os valores dos salários são: prefeito 7.919,80 x 30% = 2.375, 94. secretários: 3.343,80 x 30% = 1.003,14. vice-prefeito: 3.682,27 x 30% = 1.104,68. vereadores: 1.404,98 x 30% = 421,49.Ilegal e imoralConforme o vereador José Luis Eggres – PMDB, relator da Comissão de Constituição e Justiça, a proposição é inconstitucional e extemporânea (fora de tempo), ferindo a legalidade e impessoalidade. Além disso, foi enviada à Câmara na última sessão do ano. Caso o fosse aprovado, os matenses prometiam fazer um panelaço em frente à prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *