Estado se mobiliza para tratar casos graves de coronavírus

Publicado por em .

Estado tenta criar 218 vagas em hospitais, mas não há como saber se número será suficiente

Estatísticas internacionais apontam que 80% das pessoas terão sintomas leves e conseguirão se recuperar após descanso em casa por 15 dias. Porém, outras 15% ficarão em estado grave e mais 5% ficarão em estado gravíssimo, o que exigirá internação em UTI por até duas semanas.

São esses 5% que preocupam autoridades. (A informação é de Zero Hora)

População x leitos
Hoje, com uma população de 11,3 milhões, o RS tem 3,2 mil leitos de UTI públicos e privados, dos quais, 1.630 são exclusivos para tratamento de adultos. A outra metade é destinada a casos graves de recém-nascidos, crianças, pacientes que realizaram cirurgia no coração ou que sofreram queimaduras graves.
A maioria das vagas é SUS, o que aumenta a margem de atendimento à população mais pobre. Mesmo assim, há consenso entre médicos de que faltam leitos de UTI.