Peixe solidário, fisgando esperança

Publicado por em .

Projeto irá beneficiar o Asilo e a Apae de Santiago

Grupo de voluntários. Foto: Divulgação

Santiago – O projeto é originado da iniciativa do empresário Paulo Nicola, que resolveu fazer a despesca de carpas (capim) de uma de suas barragens e doar ao asilo. Por causa da dificuldade da instituição em transportar e vender os peixes, foi criado um grupo de voluntários para auxiliar nessa ação solidária, que também irá beneficiar a Apae.

 

Garanta o seu

Os peixes só serão vendidos inteiros, podendo ser entregues no dia da despesca (a domicílio) ou no dia seguinte (dia 23 de maio) em feira no hortomercado, já limpos e frescos, com todos os cuidados necessários. As encomendas podem ser feitas pelo WhatsApp 99984-4955. O valor (10 reais) é abaixo do mercado para estimular a venda e beneficiar não só as instituições, mas também os apoiadores que fizerem a compra. A meta é vender 3 mil quilos.